Céu limpo com poucas nuvens

Terça | 19 Março

28C

30

20

A não perder < voltar

A festa da Santa Cruz: Um pouco por todo Cabo Verde

Festas religiosas que se cruzam com a tradição africana dos sons dos batuques

06/05/2011 | Fonte: Por Inforpress e Guia de Cabo Verde

Foto: © Inforpress

As festas associadas aos Santos populares são muito comuns em Cabo Verde. No arquipélago, as festas associadas aos Santos populares encontram-se cruzadas com a tradição africana nos ritmos dos batuques, no batimento dos tambores, nas danças das crioulas e na Tabanca.  E no dia 3 de Maio celebra-se um pouco por todas as ilhas de Cabo Verde o dia da Santa Cruz.

Na Boa Vista há um grande concerto com os Cordas do Sol, mas também missa e procissão na Igreja di São Roque, Matança do Galo e Música e Teatro na “Praça di Pedrona”.

A festa da Santa Cruz celebra-se também em Coculi (Santo Antão), sede da freguesia do Santo Crucifixo, com celebrações religiosas, desporto, bailes, jogos e cavalos, com barracas de comes-e-bebes, salões de baile improvisados como principais ingredientes. O dia da “Santa Cruz”, como é conhecida a festa, leva largas centenas de pessoas à localidade do Coculi, cada um com as suas próprias motivações, alguns de foro religioso outros simplesmente para se divertirem.  O ponto alto do programa não-religioso é a corrida de cavalos. Este ano 12 animais participam nas competições cujas eliminatórias são no dia 2 e finais no dia da festa, 3 de Maio.

De 1 a 5 de Maio é comemorada a festa de Culinha ou Santa Cruz em várias localidades da Brava, com destaque para Cutelo Mentira, Favatal, Lomba Lomba e Palhal. A festa de Santa Cruz é mais rija na Vila de Nova Sintra. O dia da festa Santa Cruz é 3 de Maio.  As festividades começam dois dias antes. Na ante véspera e véspera finca-se o pilão, para preparar o milho para o xerém e a farinha para o cuscuz. Na véspera arrumam-se as "bandejas" que contém as oferendas das pessoas: frutas, pão, bolos, bebidas, milho, enfim tudo.

No Sal a festa tem lugar no Alto de Santa Cruz, localidade de Espargos, com festa típica centrada nas actividades culturais. Já no Maio a festa para comemorar o dia de Santa Cruz começou desde o início do mês de Abril. Os tamboreiros vão às casas das pessoas para o habitual rufar dos tambores como manda a tradição. O ponto alto da festa acontece no dia de Santa Cruz, 3 de Maio. A festa termina a 8 de Maio.

Origem da Festa

A festa de Santa Cruz é celebrada a nível Universal pela Igreja Católica com a designação de festa da “Exaltação da Santa Cruz”.

A “Exaltação da Santa Cruz” é uma festa que se liga à dedicação de duas importantes basílicas construídas em Jerusalém por ordem de Constantino, filho de Santa Helena.

Uma construida sobre o Monte do Gólgota, denominada Basílica do Martyrium ou Ad Crucem e a outra construída no lugar em que Cristo Jesus foi sepultado pelos discípulos e de onde ressuscitou ao terceiro dia (conforme as Escrituras) e por isso é chamada Basílica da Ressurreição.

De acordo com um documento por nós consultado, a “Santa Cruz”, o madeiro onde Jesus Cristo terá sido crucificado, foi roubada pelos persas e resgatada pelo imperador Heráclio que A terá levado às costas desde Tiberíades até Jerusalém, onde a entregou ao Patriarca Zacarias, no dia 3 de Maio de 630.

A partir daí a Festa da Exaltação da Santa Cruz passou a ser celebrada no Ocidente como forma de “lembrar aos cristãos o triunfo de Jesus, vencedor da morte e ressuscitado pelo poder de Deus”.

 

Comentários