Céu limpo com poucas nuvens

Quarta | 22 Novembro

29C

29

23

A não perder < voltar

Cavala toma conta da Rua da Praia e da Avenida Marginal

V edição do festival Kavala Fresk arranca no dia 8 de julho.

08/07/2017 | Fonte: www.sapo.cv | SAPO c/ Inforpress

Festival Kavala Fresk

Milhares de pessoas são esperadas hoje na Rua da Praia, na baixa do Mindelo, por ocasião da V edição do Kavala Fresk Feastival, com restaurantes e tascas, mas também música e muita cavala, para todos os gostos.

Tal como na edição do ano passado, hoje, em São Vicente, é obrigatória uma volta, entre às 12:00 e às 02:00, pela zona ribeirinha da baixa da cidade do Mindelo, sempre à procura da cavala confecionada em cerca de três dezenas de restaurantes das mais diversas formas.

Mas, também, certamente para momentos de convivência, entre ações de formação, desporto e recreação, com muita música pelo meio, num certame, diz a organização, que deve servir para valorizar tudo o que vem do mar e não apenas a espécie cavala.

Ao meio-dia, hora prevista para a abertura oficial, através de um grupo de dança com uma média de 80 bailarinos, espera-se, as grelhas terão atingido o zénite na sua missão de assar a dita cuja e satisfazer os apetites dos convivas que, certamente, chegarão de todos os cantos de São Vicente, mas também das outras ilhas e do estrangeiro.

Segundo Josina Freitas, da Mariventos, que organiza o certame, mais do que um evento gastronómico-cultural, o Kavala Fresk Feastival é também uma forma de promover a diversidade cultural da ilha de São Vicente.

Por isso haverá “kavala na mei de mar” (passeio de barco pela baía do Porto Grande),“karnavala” (mostra de Carnaval na Rua da Praia) e “kavala na prot” (a degustação da espécie).

A novidade este ano, para além do “show cooking” de quinta-feira, 06, que trouxe ao Mindelo chefs de Portugal, EUA e China, é um workshop de culinária para crianças, sobretudo para “passar mensagens úteis” sobre educação alimentar, em que os meninos e as meninas vão “meter a mão na massa”, literalmente.

A música, como no ano passado, distribui-se por três palcos, “kavala na mei de mar”, com Nancy Vieira e Bau, “karnavala”, que é o espaço dedicado aos grupos de Carnaval, com as atuações de Jennifer e Anísio e, finalmente, o palco da Praça Dom Luís com o grupo Kings, e ainda Gabriela, Kiddy Bonz, Tito Paris e DJ Fat Boy.

O Kavala Fresk Feastival, que este ano, segundo os organizadores, trabalha com cinco elementos – a cavala, o pescador, a vendedora, o cozinheiro/o chef e o povo – tem por objetivo criar um produto gerador de rendimento, consolidando São Vicente como um destino turístico, promovendo a gastronomia como produto cultural e turístico.
Outros objetivos passam pela promoção do empreendedorismo jovem e o incremento de atividades culturais no desenvolvimento e crescimento económico de São Vicente.

Por isso, muitos parceiros aderem à causa, à cabeça a câmara municipal desde o primeiro momento, mas o maior patrocinador, diz Josina Freitas, é o povo que “participa, acredita e consome”. “Daí o apelo/convite, venham todos”, sintetizou.

Na 1ª edição, realizada em julho de 2013, a organização estimou que mais de 10 mil pessoas passaram pelo roteiro gastronómico da Avenida Marginal, e consumiram cerca de 3000 quilogramas de cavala, altura em que o evento foi distinguido com o Green Project Awards, na categoria de Iniciativa de Mobilização.

Em outubro de 2014, a Mariventos, organizadora do festival, marcou presença no Slow Food International, em Milão, Itália, e em abril do corrente ano participou na mostra “Peixe em Lisboa”, da Docapesca, Portos e Lotas, em Lisboa, Portugal.

Comentários