Muito nublado

Terça | 17 Julho

27C

29

23

Descubra o País < voltar

Inaugurado hotel Ocean View em São Filipe

Capacidade de acolhimento na cidade aumentada em mais 42 quartos.

27/04/2018 | Fonte: www.sapo.cv | SAPO c/ Inforpress

Site oficial | Hotel Ocean View e Restaurante Sea Food

A capacidade de acolhimento na cidade de São Filipe foi aumentada em mais 42 quartos, com a inauguração quinta-feira, do hotel Ocean View e restaurante Seafood, situados na parte histórica da cidade.


O hotel surgiu da transformação e ampliação do antigo restaurante e pensão Seafood, propriedade do ex-emigrante nos Estados Unidos da América João Pedro Fernandes, passando esta infra-estrutura a comportar no total 50 quartos, com dois suites presidenciais, piscina, sala de conferência com uma capacidade significativa, seis apartamentos anexadas, esplanada, duas recepções e dois bares.


Segundo o proprietário, as obras de ampliação e construção demoraram dois anos aproximadamente e representa um investimento na ordem dos 120 mil contos, de entre empréstimos bancários e fundos do próprio empresário.


No acto da inauguração, que contou com a presença do vice primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, e os presidentes das Câmaras de São Filipe e Santa Catarina do Fogo, o empresário lançou um repto à edilidade de São Filipe no sentido de requalificar o centro histórica, com intervenção na rede de esgotos, melhoria das calçadas e da escadaria que dá acesso à praia de Fonte Bia, reabilitação dos sobrados e do edifício onde funcionava a cadeia civil e que está em fase avançado de degradação.


Dirigindo-se ao vice primeiro-ministro, Olavo Correia, o empresário exortou no sentido da concretização da iluminação do aeródromo de São Filipe, melhoria das estradas, resolução dos problemas de transporte aéreo e marítimo para que a ilha e a região sejam, de facto, e não “uma miragem”, um “verdadeiro destino turístico” em Cabo Verde.


O edil de São Filipe, Jorge Nogueira, assegurou na ocasião que a edilidade vai investir todo o montante, cerca de 130 mil contos, a ser disponibilizado pelo Governo no quadro da requalificação urbana, ao centro histórico da cidade, na requalificação dos passeios, melhoria do piso, criações de melhores condições de acesso.


Jorge Nogueira indica que a Câmara já começou a intervir nesta área, apontado os trabalhos realizados na envolvência de acesso à praia de Fonte Bila e as obras de melhoria das escadeiras como sinais daquilo que se pretende para este espaço da cidade.


O edil disse que plano de salvaguarda do centro histórico estará pronto em Setembro e após a sua aprovação pela Assembleia Municipal as intervenções vão ter lugar, adiantando que a edilidade está a preparar todo o processo.


Com relação ao investimento na área de hotelaria e turismo, Jorge Nogueira salientou que a ilha tem grande potencial e que num futuro breve a procura neste domínio vai suplantar as ofertas e por isso trata-se de um investimento seguro.


Já o vice primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, anotou na ocasião que a marca do sucesso em Cabo Verde passa pela resiliência e persistência dos operadores e exortou toda a administração para que seja facilitadora e ajude os empresários para que tenham sucesso.


Olavo Correia disse que o investimento estrangeiro é importante, mas salientou que nenhum país consegue desenvolver-se só com o investimento estrangeiro, sublinhando que é necessário ter empresários cabo-verdianos a trabalhar e intervir em todos os sectores de actividade económica.


“É preciso conectar a ilha do Fogo com o país e com o mundo, com a resolução do problema dos transportes, mas, também, conexão tecnológica”, disse o vice primeiro-ministro, para quem é fundamental incentivar os emigrantes a investirem mais em Cabo Verde.

Comentários