Muito nublado

Sexta | 19 Outubro

29C

30

24

Descubra o País < voltar

As vivências de Cabo Verde em "Arte em Palha"

Conheça mais sobre o trabalho de Steve Espírito Santo

30/05/2014 | Fonte: www.sapo.cv | Cláudia Marques

Fotos

  • Foto@FacebookArteempalha
  • Foto@FacebookArteempalha
  • Foto@FacebookArteempalha
  • Foto@FacebookArteempalha
  • Foto@FacebookArteempalha
  • Foto@FacebookArteempalha
  • Foto@FacebookArteemPalha
  • Foto@FacebookArteemPalha
  • Foto@FacebookArteemPalha
  • Foto@FacebookArteemPalha
  • Foto@FacebookArteemPalha
  • Foto@FacebookArteemPalha
  • Foto@FacebookArteemPalha
  • Foto@FacebookArteemPalha
  • Foto@FacebookArteemPalha
  • Foto@FacebookArteemPalha

Foto@FacebookArteempalha1 de 16

Steve Espírito Santo, natural de Santa Cruz - ilha de Santiago, é artesão e responsável por esculturas em palha de milho que têm feito sucesso no país. Cada peça que produz “é única”, garante. Stock não consegue manter dada à grande procura.

É num atelier improvisado na caixa de escada de sua casa em Santa Cruz que Steve Espírito Santo dá vida às peças em palha de milho ou de bananeira que cria.

Tem 41 anos e há 19 que se dedica profissionalmente ao artesanato. “Desde muito novo, em criança, que gosto de trabalhar com as mãos. Comecei com os brinquedos tradicionais como carrinhos de lata”.

A folha de bananeira passou mais tarde a ser a matéria-prima de eleição para Steve que usava para expor em quadros. “Na altura notei em exposições que participava que havia muitos outros artistas que usavam a mesma técnica que eu e achei que devia criar algo meu, que fosse diferente”, recorda. E assim surgiram as pequenas esculturas em palha a que dá corpo há 14 anos.

“Precisei de muito tempo até aperfeiçoar as aminhas técnicas. Foi por tentativa e erro até chegar à habilidade que hoje tenho”, explica.

“Coloco tudo de mim em cada peça”

Steve, que também dá formações, orgulha-se em dizer que coloca “o sentimento de um cabo-verdiano” nas suas peças e retrata o país que o viu nascer, através da arte.  

As brincadeiras tradicionais de criança, a música, gestos de outros tempos como o de pedir a bênção, as lembranças de família, pessoas, o quotidiano, estão sob o olhar atento do artesão e são temas que habitualmente retrata. “Vejo uma cena que me toca ou de tristeza ou de alegria, uma criança a brincar … chego a casa e não consigo dormir sem antes fazer pelo menos um esboço”.

Cada peça que produz “tem vida e é única” conta Steve que garante que as esculturas em palha são resistentes. Em tempos vernizava-as mas deixou de o fazer. “Recebi feedback de pessoas que compraram as peças e levaram para outros países e com o frio o verniz não aguentava bem”. Em alternativa experimenta actualmente o “leite de barbandeira”.

Tanto pode fazer uma peça em apenas quinze minutos como pode demorar 3 a 4 dias até ter todos os pormenores a seu gosto, conta.

Os preços variam entre os 1000 e os 4500 escudos quando são peças mais elaboradas e que exigem mais material. A meta de Steve é fazer com que as esculturas sejam 100 por cento naturais e produzidas a custo zero. “Quero por exemplo eliminar o usa da cola e passar a utilizar a resina das plantas”, explica.

Steve diz que não tem problemas em encontrar matéria-prima para trabalhar até porque cultiva na sua zona de residência.

Apesar de considerar que não tem grande veia comercial, Steve diz que dificilmente tem peças suas em stock e nas exposições tem muita procura. Ainda assim chama a atenção para o facto de em Cabo Verde, a seu ver, existirem muitos artesãos no anonimato.

Dentro do país Steve tem três pontos de venda - nas ilhas de Santiago, Maio e Sal - mas também recebe muitas encomendas de países como França, Portugal, EUA, Itália e China (Macau).

Steve Espírito Santo aceita encomendas por telefone ou através da sua página no Facebook.

Contactos

Contactos
Steve Espírito Santo
Tlf: (00 238) 593 80 02

Comentários