Céu limpo com poucas nuvens

Segunda | 1 Junho

28C

30

20

Descubra o País < voltar

Mergulho na ilha do Sal

Profundezas ricas e barcos naufragados

03/02/2010 | Fonte: © Soltrópico, Operador Turístico

Fotos: Hilda Teófilo

A Ilha do Sal, árida e de origem vulcânica, é limitada a Sul por um extenso areal, e a Norte por encostas de rocha preta e é banhada por um mar azul de tons matizados que vão da turquesa ao azul profundo.

Nas profundezas, podem ser encontradas formações de lava, as quais se multiplicam em inúmeras cavernas constituindo habitat para uma grande variedade de fauna e flora; declives de rocha vulcânica logo seguidos de bancos de areia albergando uma incrível e colorida quantidade de organismos e cardumes de peixes.

Muitas destas espécies são endémicas, constituindo grande fascínio para os mergulhadores, sejam naturalistas ou simples observadores.

Mantas, moreias, congros, crustáceos e grandes tartarugas podem ser encontrados tal como tubarões gata e tubarões baleia. Num rasgo de sorte, poderão ainda ser avistados tubarões tigre, limão, martelo e mako, tal como golfinhos e baleias à superfície.

Constituem referência e objecto de enorme fascínio os destroços de inúmeros barcos naufragados neste mar; destaca-se o navio Santo Antão, partido em dois, e que se encontra dos 2 aos 11 metros de profundidade. Visitas a galeões e/ou a navios mercantis, tudo pode fazer parte de uma cativante sessão de mergulho.

Com a sua geologia e variedade de locais, o mar circundante do Sal convida assim os mergulhadores, desde os iniciados aos habilitados a sessões subaquáticas de descoberta e aventura. Zarpando ou nadando junto à costa é sempre possível mergulhar de noite e/ou de dia.

 

Informações úteis

1. Condições meteorológicas

Apesar da melhor época ser entre os meses de Abril e Novembro, é sempre possível mergulhar durante todo o ano onde a temperatura média da água ronda os 24º C, sendo por isso aconselhados fatos com uma espessura de 5mm.

Visibilidade

Varia de acordo com os locais e épocas do ano. Quando surgem as grandes concentrações de plâncton durante a Primavera, a visibilidade poderá atingir 15 m perto da superfície. Sem estas concentrações, e no mesmo local, a mesma poderá alcançar cerca de 40m.

2. Segurança e Assistência

No que respeita a espécies alegadamente agressivas não existem, até à data, quaisquer registos de ataques de tubarões.

É também procedimento corrente que os mergulhadores sejam acompanhados por um guia ou instrutor; excepcionalmente, poderão ocorrer mergulhos não acompanhados mas sempre a partir da embarcação e com apoio da superfície.

Em caso de necessidade de assistência, os primeiros socorros são imediatamente administrados dado todas as embarcações possuírem um kit para administração de oxigénio.

Para situações um pouco mais complicadas, existe uma câmara de descompressão (ou hiperbárica) no Centro Pro-Atlantic situado no Aldeamento da Mordeira. Sendo assim utilizada para situações menos graves, pode ser utilizada pelos vários operadores de câmara dos vários centros do Sal.

Ainda não existe um médico hiperbárico na ilha, situação esta a ser colmatada a curto prazo dado haver conversações nesse sentido.

Tipos de Mergulho

Destroços

Nas águas da Ilha do Sal existem diversos destroços que permitem este tipo de mergulho, nomeadamente para quem se inicia na actividade; a título de exemplo temos como acima fica dito, o navio Santo Antão, que se encontra a curta distância do local de embarque, dos 2 aos 11 m. de profundidade, local de pouca corrente com fauna variada e abundante.

Nocturno

Possível em praticamente todos os locais de mergulho diurno, salvo excepção dos mergulhos afastados da costa; apenas nos mergulhos nocturnos é possível observar inúmeras espécies que normalmente estão inacessíveis durante o dia.

Deriva

Em sequência das fortes correntes existentes em determinados locais surge este tipo de mergulho cujo apoio de superfície assume fulcral importância; a localização dos mergulhadores é continuamente monitorizada pelos guias e/ou instrutor.

Profundo

Os locais com declive acentuado permitem este mergulho onde se pode observar uma fauna própria das zonas mais profundas.

Grutas

Formações rochosas que proporcionam mergulhos em segurança; na costa oeste da ilha existe um local com entrada pela falésia e que propõe a um extraordinário mergulho.

Locais de mergulho com interesse

Tchuklasa
Uma fantástica formação rochosa, a 13 metros de profundidade, plena de fauna onde poderão ser encontrados tubarões e atuns.

Farol
Extensão de rocha, com fendas e cavernas preenchidas de peixe tropical.

Três Grutas
Nome que deriva da particular formação da rocha, rico em cardumes de várias espécies, ricamente colorido, sendo um paraíso para fotógrafos; local de mergulho diurno mas nocturno por excelência.

Coral Bera
Somente possível nalguns períodos do ano quando as condições do mar assim o permitem; povoado de peixes tropicais e tubarões.

Pontinha
Parede de rocha vulcânica escavada de fendas e pequenas grutas onde se podem sempre avistar e fotografar grandes caranguejos, lagostas, moreias e congros.

Buracona
Uma grande caverna de cerca de 20 m de profundidade com uma considerável abertura para o exterior e entrada de luz vertical; palco de maravilhosos jogos de luz que lhe conferem um ambiente fantasmagoricamente fascinante e inesquecível.

Contactos

Morada
Ilha do Sal

Contactos

Comentários