Céu limpo com poucas nuvens

Segunda | 1 Junho

28C

30

20

Descubra o País < voltar

Viva "naturalmente"

À descoberta dos parques nacionais e zonas protegidas

28/06/2010 | Fonte: Soltrópico, Operador Turístico

Foto: Hilda Teófilo | Monte Verde, Ilha de S. Vicente

Se está a pensar tirar uns dias de férias aproveite para explorar o que de melhor o país tem para oferecer. Conhece todos os parques nacionais e zonas protegidas de Cabo Verde?

Se não conhece, aproveite a oportunidade e parta à descoberta! Vai surpreender-se com certeza.

Cabo Verde, além das suas magníficas praias, que favorecem o turismo de Sol e Praia, oferece, igualmente, a quem procura um contacto directo com a natureza, inúmeros recursos naturais.

Em ilhas como o Fogo e Santo Antão, é possível optar por variadíssimos circuitos de trecking, explorando as maravilhas da natureza que ambas possibilitam.

A biodiversidade terrestre do país conta com a existência de 240 espécies de plantas conhecidas, 28 espécies de répteis e 36 espécies diferentes de aves.

Cabo Verde é um dos países africanos que não ratificou a Convenção Africana para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais de 1968.

Cabo Verde, com um clima seco, sahariano, e com origem vulcânica, conta com escassos recursos de água subterrânea. Por outro lado, a erosão, causada pelo corte de árvores e agricultura, fez com que fosse uma necessidade a criação de zonas protegidas, as quais preservem as áreas montanhosas, ao mesmo tempo que servem para criar um novo incremento de fluxos turísticos.

No total, em Cabo Verde, podemos encontrar seis (6) parques nacionais/zonas protegidas.

1. Monte Gordo – situado na ilha de S. Nicolau, pretende-se que se torne num dos maiores pólos de atracção turística na ilha. Trata-se de um monte vulcânico de 1304 metros de altitude.

2. Monte Verde – encontra-se localizado na ilha de S. Vicente, sendo o ponto mais alto da ilha. É um vulcão inactivo com 774 metros de altitude.
É o primeiro parque sobre o qual o governo pensa trabalhar com a esperança de chegar a ser a principal atracção turística entre os seis parques nacionais.

3. Moroços – uma zona de bosque na ilha de Santo Antão, em que podemos encontrar uma grande variedade de flora da ilha. Destina-se fundamentalmente à protecção de determinadas plantas raras em perigo de extinção, como por exemplo a artemisia periploca laevigata gorgonum e a echium stenosiphon.

4. Ribeira da Torre – Santo Antão é a segunda maior ilha do arquipélago, com um relevo extremamente rigoroso e diversificado. Nesta ilha, pode encontra-se com paisagens espectaculares de picos e barrancos. Ribeira da Torre, com os seus 1979 metros de altitude, é parte de uma série de montes escarpados rodeados de bosques de pinheiros. Aqui pode facilmente ter acesso ao parque através de estrada.

5. Serra da Malagueta – está situada a norte da ilha de Santiago. O norte desta ilha é bastante montanhoso e alcança altitudes de 1000 metros em algumas regiões pouco povoadas. Esta zona da ilha, antigamente região vulcânica, tem-se sofridos várias erosões com o tempo, formando vales esplendorosos, sendo difícil a quem os visita identificar o seu passado.

6. Chã das Caldeiras – localizada na ilha do Fogo, no centro da cratera do vulcão. Esta zona protegida é formada pela lava criada pelo vulcão que deu nome à ilha, sendo que o pico do vulcão atinge os 2829 metros de altitude.


Comentários