Pouco nublado

Segunda | 24 Setembro

25C

29

24

Notícias < voltar

Operadores turísticos vêem mercado da Costa Ocidental da África uma forma de atenuar problema de sazonalidade

Em 2017, cerca de 26 mil turistas visitaram Santo Antão.

28/06/2018 | Fonte: www.sapo.cv | SAPO c/ Inforpress

Inforpress | Santo Antão

Os operadores turísticos em Santo Antão acreditam que o mercado da costa ocidental da África poderá ser uma via para atenuar o problema de sazonalidade que afecta o turismo nesta ilha entre os meses de Junho e Setembro.

A recém-criada Associação do Turismo de Santo Antão pretende, por isso, apostar na promoção desta ilha em países como Mauritânia, Gana, Costa de Marfim e Senegal, com vista a atrair turistas dessas regiões para a “ilha das montanhas” como forma de contornar o problema de sazonalidade.

A própria Câmara do Turismo de Cabo Verde vê, também, no mercado da costa ocidental da África uma oportunidade para Santo Antão minimizar o problema de sazonalidade, que caracteriza a actividade turística nesta ilha.

Santo Antão recebeu, em finais de Maio, o quarto seminário internacional sobre o ecoturismo, que, além das regiões periféricas da União Europeia, contou ainda com operadores do Senegal e Mauritânia, que destacaram as potencialidades que Santo Antão oferece em matéria de turismo ecológico.

O vice-presidente da Câmara do Turismo de Cabo Verde, Eugénio Inocêncio, presente no seminário, referiu-se à importância do mercado turístico da costa ocidental africana para as ilhas como Santo Antão, São Nicolau e Fogo, onde o turismo funciona apenas durante alguns meses, porque os turistas chegam de uma única região (Europa).

O turista que chega a Santo Antão é oriundo do Norte da Europa e procura esta ilha, entre os meses de Outubro e Maio, para praticar o trekking (caminhadas em trilhas em busca da natureza).

Em 2017, cerca de 26 mil turistas visitaram Santo Antão.

Comentários