Céu limpo com poucas nuvens

Terça | 12 Dezembro

26C

27

20

Notícias < voltar

Pelourinho de Assomada acolhe Feira das Artes e Gastronomia

A feira acontece de 20 a 24 de novembro

17/11/2017 | Fonte: www.sapo.cv | Inforpress

O Pelourinho de Assomada, em Santa Catarina, ilha de Santiago, acolhe de 20 a 24, a Feira das Artes e Gastronomia, uma iniciativa da Casa das Artes e edilidade, que visa promover os artesãos e os seus produtos.

À Inforpress, o coorganizador Beto Diogo, do ateliê Casa das Artes, explicou que o certame enquadra-se nas festividades do dia do município e da santa padroeira e tem como objectivo promover os artesãos de Santiago e ainda das ilhas de São Vicente, Boa Vista, Maio, Fogo e Sal.

A particularidade desta edição reside no facto de ser a primeira vez que a Feira das Artes e Gastronomia conta com presença de artesãos que virão do estrangeiro, nomeadamente de Portugal e do Brasil.

“Penso que este ano vai ser uma feira diversificada e com presença de muitos artesãos, porque a nossa ideia é levar esta feira a nível internacional”, salientou Beto Diogo.

Além de uma palestra ministrada quinta-feira, em artes de cabedal, pelo mestre artesão cearense Flávio Teles, prevê-se a realização de mais duas palestras.

A “Importância do artesanato na economia solidária”, que terá como orador Jacinto Santos, no dia 22, e “O papel do design e da comunicação no processo do ecossistema do artesanato cabo-verdiano”, pela Associação de Jovens Empresários de Cabo Verde (AJEC) e pelo mestre artesão Gustavo Duarte, no dia 23, são os temas a serem abordados.

No dia 22, está também agendada uma “conversa à volta da olaria” (oficina experimental), um intercâmbio entre os artesãos de olaria da Boa Vista, Trás dos Montes (Tarrafal), de São Domingos, Fonte Lima e Pedra Barro (Santa Catarina) e ainda uma demonstração da confeção de cachupa no fogão económico a lenha e barro pelo mestre artesão Gracelino, do ateliê Terra-Terra, Assomada.

A gastronomia, segundo Beto Diogo, vai contar com a participação das comerciantes que confecionam as refeições no Mercado Pelourinho.

Comentários