Céu limpo com poucas nuvens

Sexta | 19 Julho

28C

30

20

Notícias < voltar

Projecto 7 Maravilhas Naturais de Cabo Verde vai para segunda fase

Preservação e promoção de monumentos

25/02/2014 | Fonte: www.sapo.cv | SAPO c/ Inforpress

A promoção e preservação dos monumentos vencedores é o objectivo da segunda fase do projecto 7 Maravilhas Naturais de Cabo Verde, que arranca em Abril, informou hoje a comissão do programa.

Em conferência de imprensa na Cidade da Praia, Sónia Araújo disse que durante 18 meses, a comissão vai trabalhar em concertação com as câmaras municipais, os ministérios do Turismo e do Ambiente, para que todos possam conhecer e “tirar proveito” dos sítios escolhidos para as sete maravilhas naturais do arquipélago.

“Na segunda fase, iremos fazer a promoção dessas áreas, por isso, vamos fotografar, fazer a georreferenciação, produzir catálogos, fazer um livro com a história de todas as maravilhas e divulgar nos meios de comunicação social, para que todos as possam conhecer, preservar e valoriza-las”, indicou.

De acordo com Sónia Araújo, as câmaras municipais vão ser os promotores junto do projecto, já que o objectivo é também destacar as maravilhas de cada um dos 22 municípios, mesmos os que não venceram.

Quanto a primeira fase do projecto, que teve a duração de 24 meses e que culminou com a eleição das 7 Maravilhas Naturais de Cabo Verde, no dia 20 de Dezembro último, Sónia Araújo, considera que apesar de “alguns contratempos” a avaliação “é positiva”.

“A primeira fase teve alguns erros que vamos levar em conta na segunda fase, ou seja, precisamos melhorar”, sublinhou, lembrando que ao todo foram identificadas 244 maravilhas naturais em todo o país.

Monte Cara, em São Vicente, Vulcão do Fogo, Carbeirinho, em São Nicolau, Salinas de Pedra de Lume no Sal, Praia de Santa Maria também no Sal, Deserto de Viana, na Boa Vista e Parque Natural de Monte Gordo, em São Nicolau, são as 7 Maravilhas Naturais de Cabo Verde, eleitas na primeira fase.

O projecto 7 Maravilhas Naturais de Cabo Verde é desenvolvido pela Rede Parlamentar do Meio Ambiente, presidida pela deputada Eunice Spencer Lopes

Comentários