Muito nublado

Quarta | 26 Setembro

26C

28

25

Notícias < voltar

Sal: Taxa de ocupação dos hotéis aproxima-se dos cem por cento

Número de clientes na ilha ronda os 10 a 11 mil visitantes.

29/12/2017 | Fonte: www.sapo.cv | SAPO c/Inforpress

A maior parte dos hotéis na ilha do Sal está com uma taxa de ocupação a volta de 98 por cento, e pretendem proporcionar aos cerca de 11 mil turistas “momentos únicos” de passagem de ano no arquipélago.

Neste momento, considerado época alta na ilha, em termos de turismo, a taxa de ocupação nos diferentes empreendimentos turísticos é de aproximadamente cem por cento, estimando-se que o número de clientes na ilha turística deve estar a volta de 10 a 11 mil visitantes.

Atendendo a esta cifra, mais clientes, acrescentando-se à população residente, de 35 mil habitantes, significa mais serviços a nível de recolha de lixo, água, electricidade, segurança, entre outras questões, que, conforme alguns operadores económicos, em conversa à Inforpress, deverão ser melhoradas, já que o fluxo turístico gera “muitos” impostos para os cofres do Estado.

Praticamente lotados por turistas dos quatro cantos do globo, sobretudo, nórdicos, ingleses, alemães e franceses, entre outras nacionalidades, à procura de sol e praia destas ilhas atlânticas, os hotéis aguardam os visitantes com um menu especial de Reveillon, jantar dançante e muita animação.

Além dos hotéis, todos os locais de hospedagem, residenciais e pensões estão também lotados, por turistas e cabo-verdianos.

O Hotel Belorizonte, do Grupo Oásis, que dispõe de 430 quartos, tem hospedado neste momento 910 clientes, o equivalente a uma taxa de ocupação à volta de 95 por cento, enquanto Salinas Sea, também do mesmo grupo, com 337 quartos, conta com 640 clientes.

O Hotel Odjo d’Água, que dispõe de 49 quatros, conta com 132 clientes, equivalendo a uma taxa de ocupação de 98 por cento, contra os 84 por cento do Hotel Morabeza que tem 130 quartos, ocupados neste fim de ano por 230 turistas.

O Hotel Hilton, recentemente inaugurado, com 241 quartos está, com uma taxa de ocupação de 97 por cento, o Dunas Meliã atinge os 100 por cento, com 2409 hóspedes, e o Hotel Farol está com 450 turistas.

O Hotel Hilton, além dos turistas, estende a festa do Réveillon aos cabo-verdianos que poderão participar no jantar de gala do fim do ano, com concerto musical que traz ao vivo Tito Paris e Banda, cujo acesso à festa do Reveillon é de 24 mil escudos por pessoa, casal 48 mil escudos.

Na noite de 31 de dezembro para 01 de janeiro, os salenses poderão dividir alegria com os cerca de onze mil turistas que procuram outras experiências para a passagem de ano.

A ilha do Sal tem sido um destino muito procurado para a passagem do ano 2017-2018, cuja clientela, nórdicos, ingleses, alemães, espanhóis, portugueses, entre outras nacionalidades, têm chegado diariamente nos voos charter’s para passarem o Réveillon.

Comentários