Céu limpo com poucas nuvens

Segunda | 1 Junho

28C

30

20

Notícias < voltar

Santo Antão: Trinta e seis empreendimentos turísticos operacionais em 2020 no quadro da Rota das Aldeias Rurais

Com este projecto, cada um dos municípios de Santo Antão passa a contar com 12 unidades turísticas.

15/05/2020

O projecto Rota das Aldeias Rurais da ilha de Santo Antão, em implementação desde 2018, termina no decorrer deste ano com a operacionalização de 36 empreendimentos turísticos ligados à restauração, alojamento e ao entretenimento.


Rota das Aldeias Rurais, financiada, em 57 mil contos, pelo Fundo do Turismo, está a cargo da Associação dos Municípios de Santo Antão, que inscreveu, no seu plano de investimentos para 2020, uma verba de 15 mil contos para a conclusão do projecto, o qual consiste na criação de 36 empreendimentos turísticos, nesta ilha.


Com este projecto, cada um dos municípios de Santo Antão passa a contar com 12 unidades turísticas, que operam, sobretudo, a nível de restauração e alojamento, para a dinamização do turismo rural, nesta ilha.


Além da Rota das Aldeias Rurais, Santo Antão está, também, a ser contemplado com o projecto sobre o turismo rural e comunitário, financiado em 22 mil contos pela cooperação luxemburguesa, no âmbito do qual prevê-se a entrada em funcionamento de uma dezena de estabelecimentos nos três concelhos.


Santo Antão é a ilha com maior número de estabelecimentos de alojamento turístico em Cabo Verde correspondente a 26,4 por cento (%) do total existente, de acordo com os dados relativos a 2019, avançados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).


Esta ilha, que vinha recebendo mais de 30 mil turistas por ano, possuía, em 2019, um total de 75 unidades de alojamento turístico, seguida de Santiago e São Vicente com 49 estabelecimentos cada. Sal e Fogo, ambos com 30 estabelecimentos e Boa Vista, com 24 estabelecimentos, vêm a seguir.

Comentários