Céu limpo com poucas nuvens

Sexta | 10 Julho

28C

30

20

Notícias < voltar

SV: Museu do Mar convida a ver com “outros olhos” a história de Cabo Verde após quarentena

A reabertura do espaço aconteceu nesta terça-feira.

17/06/2020 | Fonte: www.sapo.cv | SAPO c/ Inforpress

O Museu do Mar, reaberto nesta terça-feira, no Mindelo, convida agora as pessoas a visitarem a exposição permanente com “outros olhos” após o período de quarentena, assegurou a coordenadora técnica da instituição, Isa Dora Silva.

Conforme a responsável, hoje, à Inforpress, na reabertura está patente a exposição permanente do Museu do Mar, que envolve vários acontecimentos da história marítima do arquipélago, mas também uma “novidade”, inaugurada no mês de Novembro, que relembra o torpedeamento de dois navios brasileiros, no Porto Grande do Mindelo, por forças alemãs, durante a 1ª Guerra Mundial.

“É uma homenagem, não a aquele momento de sofrimento que tiveram, mas sim à cooperação entre Brasil e Cabo Verde, que já vem de longos anos”, sublinhou Isa Dora Silva, acrescentando que a Missão Naval Brasileira, que organizou a exposição, é uma das “parceiras” do museu.

A coordenadora técnica da instituição, considerando ainda que existe um antes e um depois do covid-19, disse acreditar que agora as pessoas poderão visitar o Museu do Mar com “outros olhos”, já que “para se conhecer o mundo, é preciso conhecer a própria cultura”.

“Acho que com essa nova visão que o mundo nos obrigou a ter, uma visita ao museu nos permite ter mais responsabilidade como ser humano para respeitar a nossa cultura, outros povos e o  planeta”, sustentou a técnica, para quem é preciso ser-se “participativo” e perceber que um museu faz parte de uma comunidade.

“Quando visitamos um museu, estamos a participar na sua continuidade, é graças ao público que aqui se afirma como tal “, considerou Isa Dora Silva, adiantando que durante um mês a entrada será gratuita para todas as pessoas.

A mesma fonte relembrou que antes eram mais visitados por grupos de estudantes, mas agora apela aos pais para levarem os filhos, já que o máximo de pessoas por vez é de quatro e com uso obrigatório de máscaras.

A instituição, conforme a mesma fonte, já tem planos para fazer uma interacção entre plataformas digitais e visitas com presença física, tendo em conta que neste momento não são permitidas visitas guiadas.

A decisão governamental de reabertura dos museus em Cabo Verde abrange ainda, na ilha de São Vicente, o Núcleo Museológico Cesária Évora, que tem também neste momento entrada gratuita, mas com uso obrigatório de máscaras.

Comentários