Céu limpo com poucas nuvens

Quarta | 21 Novembro

27C

29

22

Notícias < voltar

Turismo santantonense conquista novos mercados para satisfação dos operadores

Há cada vez mais turista também do leste europeu.

07/11/2018 | Fonte: www.sapo.cv | SAPO c/ Inforpress

O turismo em Santo Antão, que tem como principal mercado emissor a França, com a vinda à ilha de 11 mil turistas franceses/ano, está a ganhar novos mercados, sobretudo no leste europeu, para a satisfação dos operadores.

Alguns operadores turísticos, abordados pela Inforpress, dizem constatar, com agrado, a chegada, nesta época alta, de vários grupos de turistas provenientes da Alemanha, mas, igualmente, de países do leste do velho continente, facto que demonstra que o turismo nesta ilha está a ganhar novos mercados.

“É só ir todos os dias ao caís do Porto Novo e ver a quantidade de turistas de países como Checoslováquia, Eslovénia, mas também da Alemanha, que chega a Santo Antão nesta época alta à procura do turismo da natureza”, informou Sandra Pereira, da Agência Atlantur.

O mercado francês “continua ainda muito forte”, mas, segundo Sandra Pereira, “está a ser muito bom ver que turistas de outros países, sobretudo do leste da Europa, estão a procurar Santo Antão”.

Alertou, porém, para a necessidade de uma maior fiscalização da atividade turista em Santo Antão, para se pôr cobro à concorrência desleal que ainda afeta esse setor, nesta região.

Vários grupos de turistas procura, nesta altura, Santo Antão para caminhadas em trilhas em busca da natureza (trekking), segmento do turismo em que esta ilha está “na linha de frente” a nível do arquipélago, segundo o próprio Governo.

Em 2017, a “ilha das montanhas”, que está em plena época alta do turismo (acontece entre os meses de outubro e maio), recebeu mais de 26 mil turistas, registando um crescimento de 23,8%, em relação a 2016.

A Associação do Turismo de Santo Antão pretende trabalhar com os operadores visando explorar mercados, também, na costa ocidental africana, a começar por países como Senegal, Mauritânia Gana, Costa de Marfim.

Comentários