Limpo

Domingo | 22 Outubro

25C

32

25

Viva Cabo Verde < voltar

Panu di terra, a tradição na arte

Peça ainda é produzida manualmente com a ajuda do tear

10/10/2014 | Fonte: www.sapo.cv | Susana Duarte

Fotos

www.sapo.cv | Susana Duarte | Eunice Correia faz diariamente uma tira de panu di terra

Fotos

  • Panu di terra por Eunice Correia
  • Panu di terra por Eunice Correia
  • Panu di terra por Eunice Correia
  • Panu di terra por Eunice Correia
  • Panu di terra por Eunice Correia
  • Panu di terra por Eunice Correia
  • Panu di terra por Eunice Correia
  • Panu di terra por Eunice Correia

Panu di terra por Eunice Correia1 de 8

O panu di terra é um tecido que actualmente inspira a moda cabo-verdiana. Mas no interior de Santiago este objecto, que tem tanta história nacional, ainda é produzido diariamente de forma manual.

Eunice Correia fez uma formação no tear em 2007 e desde então não deixou a técnica. A peça é produzida em tiras de cerca de 180 cm de comprimento e 17 cm de largura e cada uma demora cerca de seis horas a ser manufacturada.

Ao final de cada dia Eunice Correia produz uma tira no Espaço Arte Serra Malagueta. Cada uma destas peças custa 1200$00.

Um panu di terra completo é constituído por seis destas tiras cozidas e custa o equivalente em termos de preço e de tempo de manufactura. O padrão é definido na altura de colocar a linha no tear logo no início do dia de trabalho. Eunice Correia faz panos com os padrões e cores tradicionais e também com misturas de vermelho e azul, que representam uma inovação nesta arte.

Actualmente, em Santiago é feito com a linha vinda de Dakar e a introdução de outras cores e padrões tornou-se numa novidade que é vista no mercado com habitualidade.

Eunice Correia já viajou pelas ilhas de Cabo Verde para levar o panu di terra a outras paragens e espera agora poder levá-lo também para fora do país, já que afirma haver elevada procura turística.

O panu di tradicional é concebido apenas em algodão e com as cores branca e preta. A peça foi uma moeda de troca no comércio da costa africana nos séculos XVI e XVII e manteve-se na cultura cabo-verdiana até aos dias de hoje. As tiras são usadas com frequência à volta da cintura durante a dança do Batuku para salienar os movimentos do corpo.

O panu di terra é uma peça que carrega para qualquer lugar a identidade cabo-verdiana.

Contactos

Morada
Espaço Serra Malagueta

Contactos

Comentários